Oyê, oyè ou ipò é um cargo ritualístico na cultura Jeje-Nagô.



Oyê, oyè ou ipò é um cargo ritualístico na cultura Jeje-Nagô. É outorgado por um sacerdote do candomblé, babalorixá ou iyalorixá a um elegun, geralmente na obrigação ou depois do odu ejé. É chamado de Àwon Ipò Òrìsà e Deka no candomblé de angola. Neste ritual complexo e exaustivo, tem início até mais de um ano retroativo, pois é necessário a construção de um ile axé com a preparação devida de onile, fundação de um peji e vários outros assentamentos de orixás, iniciação ritual dos atabaques, Agogô, adjá etc.
No dia propriamente dito da entrega do Oyê, um grande cabaça denominada de igbá, também chamada de cuia de axé é recheada com vários objetos sagrados, que o novo sacerdote vai utilizar durante muito tempo de sua vida sacerdotal, até mesmo na sua ultima obrigação chamada de axexê, contendo obi, orobô, aridan, ekodidé, navalha, faca, tesoura, efun, limo da costa e o importante fio de conta mais cobiçado do povo nagô o Humgebê. Sob o igbá encontra-se um opon merindilogun, “Peneira de palha” ornada com búzio e palha da costa, onde está depositado o mais precioso e poderoso instrumento de consulta aos Deuses africanos, chamado de merindilogun.

A entrega da cuia de axé geralmente é feita no barracão na presença de todos presentes, logo em seguida o orixá do novo sacerdote responde, confirmando à aceitação, todavia o mesmo é submetido a teste de aprendizado tendo que jogar os búzios na presença dos sacerdotes mais velhos, inclusive de outros terreiros.

Finalmente Mara Costa, o vídeo da sua Ordenação para Iyalorixá e Odu ika foi aceito e postado no You Tube depois de sete dias de negociações, motivo pela demora foi por ter sido muito longo. Aceite esta lembrança registrada em domínio público, como prova da sua capacidade, amor, respeito, humildade e sabedoria de reconhecer o Orossi como sua raiz. Assin sendo, deixo a mensagem para nossos descendentes que só buscamos pais ou  mães Adotivos, quando nosso verdadeiro pai é acolhido por Baba Iku. Que Bobô Orixá lhe traga Ireô e Alafia. Baba Lokanfu (Toluaye)

Esse post foi publicado em Cargos no candomblé, Não categorizado e marcado , . Guardar link permanente.

4 respostas para Oyê, oyè ou ipò é um cargo ritualístico na cultura Jeje-Nagô.

  1. Parabéns mais uma vez!
    Acabei de assistir o vídeo de Ôgun!
    Magestoso como sempre.
    Um Asé para todos.

  2. Verinalda Mendes Borges disse:

    Festa linda e perfeita. Admirável de se assisti e participar. Toluaye é um grande sacerdote que a Bahia tem e deve senti orgulho!

  3. Nath damasceno disse:

    Kolofe

    , adorei seu ritual, muito lindo msm,🙂
    Um abraco a todos do axe😉

  4. jjandai disse:

    Muito interessante, desejo-lhe sorte no seu caminhar, onde irá exige sabedoria, paciência e muito amor pelo Orixá, sejá humilde pra aprender com os mais velhos e ensinar aos mais novos, muito axé.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s